Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Tocando agora: Carregando...

amanhacendo na graça
No comando: Amanhecendo na Graça

Das 6:00 as 7:00

Progamação da Graça
No comando: Programação das Igrejas

Das 00:00 as 05:00

Nosso Sertão
No comando: Nosso Sertão

Das 05:00 as 06:00

Show da Fé Domingo
No comando: Show da Fé

Das 05:00 as 21:00

Gil Menezes
No comando: Bom Dia Nossa Rádio

Das 07:00 as 11:00

Pr. Jayme
No comando: Na mesa com Senhor

Das 11:00 as 11:30

Goiás na Graça
No comando: Show dos Bairros

Das 11:30 as 12:00

Fala, Amigo!
No comando: Fala, Amigo!

Das 12:00 as 13:00

Nossa Parada
No comando: Nossa Parada

Das 12:00 as 14:00

Super Sequência
No comando: Super Sequência

Das 13:00 as 14:00

Conexão Nossa Rádio
No comando: Conexão Nossa Rádio

Das 14:00 as 15:00

Show da Fé
No comando: Show da Fé

Das 14:00 as 16:00

nossa tarde show
No comando: Nossa Tarde é SHOW

Das 15:00 as 17:00

Musicas e Musicos
No comando: Músicas e Músicos

Das 16:00 as 17:00

Dont Stop
No comando: Don’t Stop

Das 17:00 as 18:00

Giro Nossa Radio
No comando: Giro Nossa Rádio

Das 17:00 as 19:00

Show da Fé
No comando: Show da Fé

Das 18:00 as 20:00

Voz do Brasil
No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

NR - Ao Vivo
No comando: Nr – Ao Vivo!

Das 20:00 as 21:00

Companhia da Noite
No comando: Companhia da Noite

Das 20:00 as 21:00

Tour Nossa Radio
No comando: Tour Nossa Rádio

Das 21:00 as 22:00

Sintonia do amor
No comando: Sintonia do Amor

Das 21:00 as 22:00

Progamação da Graça
No comando: Programação das Igrejas

Das 21:00 as 23:00

Classicos Nossa Rádio
No comando: Clássicos Nossa Rádio

Das 22:00 as 23:00

Goiás na Graça Plantão
No comando: Goiás na Graça

Das 22:00 as 23:00

Maravilhas
No comando: Igreja da Graça no seu lar

Das 23:00 as 24:00

Casamento: Combata o bom combate

Compartilhe:
Eu e você

Segundo semestre registra aumento no número de separações de casais no país

Levantamento realizado entre 2007 e 2014 pelo Colégio Notarial do Brasil, entidade que representa os cartórios em todo o país, revelou que o segundo semestre representa historicamente um período de aumento no número de divórcios em relação aos primeiros seis meses do ano. De acordo com o estudo, no Estado de São Paulo o acréscimo é de 21%, enquanto que no restante do território nacional esse índice é de 16,4%. O mês campeão de separações é agosto, com quase 10% do total registrado a cada ano.

Outro fato recente de grande repercussão na sociedade facilitou as separações judiciais. Em março deste ano foi sancionado pela Presidência da República o Novo Código Civil, que entre outras medidas que visam a desburocratização da Justiça está a maior facilidade para divórcio.

Diante destes números que representam a dissolução dos casamentos no Brasil, o longa-metragem “Eu e você, nós pra sempre”, da Graça Filmes, serve para gerar reflexão sobre o tema, além de mostrar os questionamentos e dúvidas de um dos envolvidos no divórcio, que busca conforto e respostas em Deus para amenizar seu sofrimento.

O portal ongrace.com entrevista a pastora Mônica Terrigno, da Igreja Internacional da Graça de Deus em Pilar, Duque de Caxias, RJ, que lembra que o ato de se divorciar é considerado pecaminoso, exceto em casos de adultério. Mas revela que a igreja recebe de braços abertos todos aqueles que passaram pela experiência, seguindo a orientação necessária na Palavra de Deus.

ongrace.com: Qual a visão da igreja sobre o divórcio? Ele é considerado pecado? Há alguma citação sobre isso na Palavra?

Pra. Mônica Terrigno: Na visão da igreja, a decisão de se divorciar é pecado, exceto em caso de adultério. Quando há traição, a parte inocente tem direito ao divórcio. Fora isso, a Palavra é contra. Em Mateus 19.9 está escrito: “Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de prostituição, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério”.

ongrace.com: Como podemos voltar a ser felizes se a opção pelo divórcio for inevitável?

Pra. Mônica Terrigno: Quando o casamento encontra dificuldades, muitos chegam a pensar que casaram com a pessoa errada. Mas, uma vez casados, tomam para si a lei do casamento, seja ele bom ou ruim, até que a morte os separe. Contudo, devem trazer sempre a Palavra de Deus como a base desse relacionamento, combatendo um bom combate, vivendo pela fé até alcançar o desejado.

ongrace.com: É aceito por Deus o sofrimento e a dor decorrentes desta situação, quando não existe mais entendimento entre esposa e esposa, culminando na separação do casal?

Pra. Mônica Terrigno: É algo considerado natural. Havendo sentimento, o sofrimento causado pelo divórcio é inevitável. O que não é aceito por Deus é que se divorcie por motivo de brigas ou desentendimento.

ongrace.com: Após o divórcio, se o mesmo for inevitável, como Deus vê a busca do divorciado por um novo amor? Como fica a participação dele na igreja?

Pra. Mônica Terrigno: Se o divórcio aconteceu dentro da Palavra, buscar um novo amor não é pecado e a pessoa pode continuar seus serviços na igreja. Ela deve tentar ser feliz de novo. Porém, se o divórcio ocorreu de forma contrária à Palavra, Deus condena o novo relacionamento, é adultério. E, estando em pecado, não é certo se envolver na obra de Deus para não a prejudicar.

* Assista ao trailer do filme.

Fonte: OnGrace.com

Deixe seu comentário:

Publicidade

Kit Midinho - Novo Testamento - Volume 1 ao 5

Curta e Compartilhe

Vídeo em destaque

Top 10

#01: Ronaldo André
Musica: Agindo Deus
#02: Fabiano Motta
Musica: Grande adoração
#03: Bruna Martins
Musica: Ele te Amou
#04: Fernandes Lima
Musica: Cadê minha Rosinha?
#05: Felipão
Musica: Ele é quem faz
#06: Bruna Olly
Musica: Há poder em um Nome
#07: Danielle Rizzutti
Musica: Filme que passou
#08: Joe Vasconcelos
Musica: Graça
#09: Sandro Nazireu
Musica: Então declara
#10: R. R. Soares
Musica: Volta da Vitória